22.11.07

Os gatos da minha vida #3 - Cascarita

As pessoas que gostamos de gatos somos as mais egoístas de todas. Compreendemos que este mundo não se divide entre nós e eles, que este nosso mundo é infinitamente melhor com eles. Podemos depois disfarçar e aconchegar a nossa consciência dizendo-nos que os salvamos ou que somos excelentes donos, mas um pouco de honestidade faz-nos concluir o óbvio, que temos gatos porque não podemos viver sem eles.

Hoje de manhã, a Cascarita faleceu. A Cascarita tinha 8 meses e era leucémica, o que é meio caminho andado em direcção a uma morte prematura. Ainda assim, foi repentino e inesperado, num momento estava bem e no dia seguinte hipotérmica, eu a correr para as urgências com ela a miar desesperadamente. A Cascarita não era gata de grandes miados e portanto deu para perceber a gravidade da situação.

Acolher um gato leucémico é nobre. Ninguém os quer, são hiper-sensiveis, uma carga de trabalhos, um gasto importante e além de tudo isto, deixam-nos demasiado cedo e normalmente têm uma morte sofrida. Por tudo isto, acolher um gato leucémico é, além de nobre, masoquista.

A minha Cascarita era a pequerrucha mais terna e indefesa que conheci. Foi mais uma que me partiu o coração. Foi mais uma que alimentou esta minha necessidade quase obsessiva de os ter na minha vida. É mais um dos gatos da minha vida. Única, linda e para sempre, para sempre a minha pequena Cascarita.

Cascarita, numa tarde de domingo bem passada, em Agosto de 2007

5 comentários:

tg disse...

[[]]



tiago

JS disse...

Margarida, quanto eu lamento o que te aconteceu.. também eu já sofri na pele a morte de um amigo que estava comigo desde os 14 anos e foram várias as noites, depois da sua morte ,que o senti a dormir enroscado aos meus pés.. é duro perder um amigo especialmente quando se vão de forma abrupta.

Mas posso-te dizer que é por essas e por outras que te admiro muito, és uma mulher com M grande e de grande coragem.
Não desanimes.. a vida é mesmo assim.. pensa que ela agora estará melhor e que no fundo, foi uma libertação ao seu sofrimento ...


Muitos beijos


Jo

filomeno2006 disse...

www.queridos-gatos.blogspot.com

RP disse...

Como já disse por várias vezes, só quem os tem é que sente, na pele e na alma, o papel importante que desempenham e a falta que nos fazem.

A Cascarita era linda. E tu deste-lhe muito Amor. E ela, como sabes, ficar-te-á para sempre agradecida.

Lamento muito.

Margarida disse...

Tiago,
obrigada pelos abraços virtuais.

Joana,
eu sei que percebes, és uma cat person como eu!

Filomeno2006,
eu já conheço esse blog, mas de qualquer maneira obrigada pela sugestao.

Ricardo,
tu que conheceste a Cascarita, sabes o fácil que era uma pessoa apegar-se a ela, e portanto compreendes bem a minha tristeza, apesar de terem sido apenas três meses.


Obrigado a todos pelo conforto!