28.2.10

A eterna questão do tamanho

Elas defendem que existe uma relação de proporcionalidade entre o tamanho da sala e o tamanho da televisão.

Eles gritam horrorrizados que isso é uma blasfémia, que não tem nada a ver, que a única verdade sobre o tamanho das televisões é quanto maior, melhor. E que não dá para jogar PS decentemente em menos de 42".

Eles chamam-nos nomes e espumam de raiva, mas fiz uma sondagem e quase todos temos salas que rondam os 25 m2 e televisões de 32".

Resultado: mulheres felizes. Consequência directa: homens tentam "envenenar" a pobre da televisão (com a desculpa do Inverno muito húmido) e tentam inserir em casa um bajolo de 42" mínimo.

Isto é um plano concertado da hermandade masculina. Vamos ter de tomar medidas drásticas, minhas senhoras. Huuuuuuum.

3 comentários:

RP disse...

Eu ainda não percebi durante quanto tempo e quantas vezes vou ter que repetir: não existe nenhuma relação entre o tamanho da sala e do televisor, BEM COMO não existe tal coisa como "um televisor grande demais". Não há volta a dar, não há argumentação possível, não faz sentido até inventar regras de decoração, status quo, ou até mesmo "relação de ouro". Não há, não vale a pena, não tentem apelidar de "envenenamento" ou "manipulação".

E relativamente ao suposto "plano concertado", julgo que depois de tantos milénios de relação homem/mulher, não têm propriamente estofo moral para nos acusar de tal barbaridade :P ;)

Como sempre, disponível para uma acesa e saudável discussão :D

Pecola disse...

Ahahah Tens toda a razão. Mas neste caso... too late. Dei.me por vencida. =o)

Maggie disse...

Amorzinho,
felizmente, o nosso televisor tem um tamanho mesmo fofinho! :)

Pecola,
Ahh, deixas-te um bajolo entrar na tua sala??? Fraca :p! :) Jocas!