8.8.08

Considerações de Pré-Férias

Deste lado da fronteira já morreram 37 mulheres este ano às mãos dos seus maridos, namorados ou ex-companheiros sentimentais. Aqui isto costuma chamar-se "violência machista", uma expressão criticada por alguns mas que expressa uma realidade social: são quase sempre "elas" as vítimas, e "eles" os maltratadores. Comentava um senhor na televisão: "37 mujeres en lo que va de año y Agosto aún está empezando..." Aquilo chamou-me a atenção. Não é que Agosto é o mês em que há, ano após ano, mais mulheres são assassinadas pelos supostos "homens da sua vida"? A explicação? "Ao aumentar o tempo de convivência familiar, aumentam também os conflitos domésticos..." Eu flipo. Agosto, para mim, sempre foi o melhor mês do ano. Estou aqui a contar os minutos para ir de férias com os "meus". E para muitas mulheres e muitas crianças, é simplesmente o mês pesadelo, onde tudo pode acontecer, e normalmente acontece sempre. É muito triste viver assim. Tenho muita sorte de ser tão feliz.

2 comentários:

filomeno2006 disse...

La última, una chica de 18 años en Salamanca......

Margarida disse...

Pois, eu vi... :(