20.6.07

To look life in the face

A minha visão da vida é simples e complexa ao mesmo tempo. É como as principais leis que governam o nosso universo (ou seja as físicas, que as outras só servem para dar emprego às meninas que iam para direito porque não "gostavam" de matemática e cuja cabeça sempre foi mais dada a cabelos que a neurónios). Essas leis são simples na sua essência, mas com implicações profundas no universo espacio-temporal. A minha insignificante vida, um caminho demasiado breve por este espaço e neste tempo, guia-se por umas breves palavras, não originais. São as palavras finais do The Hours.

1 comentário:

RP disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.